segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

domingo, 14 de dezembro de 2008

28 em 2008








E há dois dias atrás foi o meu aniversário..
e foi mais um ano em que eu não soube lidar com ele...
Nunca soube ficar feliz em aniversário,
reza a lenda na família Sant'Ana que eu não achei graça alguma no meu 1º aniversário;
e olha que teve um bolo da emília e outro do papai noel,
teve prima vestida de emília, teve muito presente,
teve vestido novo, teve a primalhada toda reunida...
mas simplesmente não sorri pra nenhuma das fotos..
a única foto em que estou sorrindo ,
foi devidamente transformada num pôster que ficou na sala da casa de meus avós por anos e hoje acredito estar sob a guarda da minh mãe...














há dois dias atrás foram concretizados 28 anos de uma pessoa que não acha graça em aniversário..
mas que com o passar das horas começou a ficar feliz por estar rodeada do amor de alguns.
Obrigada, queridos!

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Aquele que relaxa, tudo obtém.

O 8 de Paus emerge como arcano conselheiro para este momento de sua vida, Ellen, recomendando a você que simplesmente relaxe e tenha confiança, pois a tendência natural das coisas será fluir naturalmente, sobretudo se ao invés de forçar a barra você exercitar a inteligência e procurar fazer valer os seus bons relacionamentos. O maior de todos os poderes está na arte de se relacionar bem com as pessoas. Cultive isso e você verá que nada lhe faltará. Há circunstâncias em que o esforço não apenas não é necessário, como também não é recomendado. É melhor usar o cérebro do que os punhos. A força criativa fluirá e você terá idéias brilhantes que permitirão que você conquiste aquilo que deseja. Tenha confiança!

...mas tá fácil...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

hj

E porque eu queria apenas
calar, não consigo.
e porque eu queria apenas
abraçar, brigo.
e porque hoje tá gelado
aqui dentro, sinto.
e só hoje quero
ser apenas olhos
tristes de amor.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

dia sem luz

dia nublado aqui..
em Paris previsão de neve..
eu continuo sem refresco..
affe

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

A PROMESSA FALHOU, O AMOR NÃO

Enquanto isso, aqui na Terra seres humanos bons se encontram em estado de confinamento, porque seus corações e mentes estão presos em miragens emocionais e sentimentais.
Este é o momento do reconhecimento desta prisão, porque simultaneamente se percebe a responsabilidade de se fazer alguma coisa eficiente para superar a ilusão. Desiludir-se é sofrido, mas é assim que a alma se liberta das névoas que a aprisionam. As promessas de amor sentimental que as antigas canções entoaram foram todas quebradas, o que provoca dor, mas de um tipo que liberta. Só a promessa impossível não foi cumprida, porque o amor surge, agora, com sua verdadeira força e intenção, a de colocar todos os seres humanos em contato cooperativo entre si.

daqui ó: http://saudeperfeitarfs.blogspot.com/

domingo, 7 de dezembro de 2008

você, menina.

... é difícil lutar contra a criação de expectativas,
ainda mais difícil é aceitar que todos, e qualquer um, podem ser pequenos, baixos, feios.
Ando na luta contra as expectativas, é mais fácil, muito fácil se deixar acreditar,
que essa ou aquela pessoa são ótimas, são grandes, despreendidas, elevadas...
Mas as suspeitas as vezes se confirmam e você enxerga aquele,
que você queria ter como melhor,
tão raquítico, tão sujo e pequeno,
que é impossível não haver frustração,
não amargar uma decepção.
Afinal de contas, é também muito difícil se livrar do vício
de querer se comparar, e até perder uns rounds, pra quem você acredita ser
melhor que você, é humano e quase natural a gente se minimizar frente ao outro... é fácil demais se diminuir pra quem foi criado em nossa época e sociedade...
Sinto mal essa coisa de, mesmo que por segundos, desacreditar nas pessoas,
me decepcionar com elas, descaradamente.
É isso...
Eu já sentia, que você era pequena demais, mas hoje você fez questão de me mostrar isso (e ao mundo), da forma mais idiota...
é isso... além de pequena e suja, começo a achar você burra, péssima atriz nesse teatrinho social no qual você foi moldada...
E sinto muito, muito mesmo ter acreditado que você fosse alguém
em quem eu pudesse creditar algum respeito.
O pior de tudo?
me sentir idiota por ter esperado o melhor de você.
Boa noite.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

versinho quase triste

Queria muito saber como faz pra tirar
daqui de dentro essa tristezinha
que teima, teima em não passar...

O Diabo


Assumindo o uso do poder e do magnetismo pessoal

Vivemos numa sociedade que nos leva a sentir culpa quando assumimos as rédeas do nosso destino, quando assumimos o uso do poder. Todavia, existem circunstâncias em que não podemos ser tão “bonzinhos” assim, em que precisamos – devemos! – assumir uma postura de maior competição e desejo pelo poder sobre as coisas do mundo. O arcano XV como conselho para este momento de sua vida, Ellen, chama a atenção para a importância do cultivo do magnetismo pessoal para conquistar coisas no mundo material. Não tenha pudores de fazer valer sua força de autoridade quando sentir que é devido. Cuidado, apenas, para não se deixar levar por emoções extremas demais.

Conselho: Não temer o uso do próprio poder!